Como Aprender LIBRAS sozinho e Rápido e de Forma Fácil? (Língua de Sinais)

 

Aprender Libras é muito importante no mundo moderno que vivemos. Isso porque a Libras (língua brasileira de sinais) é o segundo idioma oficial do país. Assim sendo, aprender Libras o torna uma pessoa bilíngue (pessoa que fala dois idiomas). Além de fazer a diferença na vida dos surdos, você terá um diferencial enorme em seu currículo profissional.

Se você tem interesse em descobrir como aprender libras rapidamente, continue lendo a dica abaixo.

Como Aprender Libras de forma Fácil?

A melhor forma de como aprender libras rapidamente é através da internet. Hoje em dia, o ensino a distância possibilita que as pessoas aprendam qualquer coisa no conforto de suas casas.

Língua ou linguagem de sinais?

Uma das coisas que precisamos ter em mente ao aprender Libras é sobre a diferença entre língua e linguagem. Muitas pessoas falam “linguagem de sinais”, o que é errado. O correto é “Língua de Sinais“. O termo linguagem se refere a toda a forma de comunicação, entre os exemplos de linguagem nós podemos citar a arte (dança, pintura etc), as placas de trânsito, a matemática e a própria língua.

Dessa forma podemos entender a linguagem como um termo que expressa um conceito mais amplo, mais abrangente. Diferentemente do conceito de língua, que se refere a um conceito mais específico, dado que língua é um subtipo de linguagem. Língua é um subconjunto dentro de um conjunto maior que chamamos linguagem. Aprender Libras é aprender um novo idioma.

É justamente naquele subconjunto que nós devemos incluir as línguas de sinais. A Libras conta com características e propriedades que lhe conferem o estatuto de língua natural

Uma possível fonte para essa falsa ideia ou para esse uso incorreto dos termos está relacionada com a falsa ideia, com a concepção que as pessoas fazem de que as línguas de sinais não são línguas naturais. Porém, além das evidências que vêm do campo da linguística (ciência que estuda as línguas naturais), nós temos evidências robustas vindo de outras áreas do conhecimento, como antropologia, por exemplo, que nos impedem hoje de continuar dizendo que as línguas de sinais não sejam línguas naturais.

Sabemos, por exemplo, que as línguas de sinais emergem espontaneamente para atender as necessidades comunicativas das comunidades surdas.  Ou seja, ela não é um sistema artificial inventado por alguém. Há evidências também da psicolinguística que mostram que as crianças surdas por exemplo aprender língua de sinais pelas simples exposição e interação com usuário essa língua e não por meio de instrução. Elas adquirem a língua de sinais em sua infância se expostas a essa língua da mesma forma como crianças ouvintes adquirem aprendem a sua língua materna.

 

mulher-como-aprender-libras

 

A língua de sinais é universal? A Libras é igual em todos os países?

O outro mito que é bastante comum entre as pessoas ouvintes é justamente esse algumas pessoas acreditam que a língua de sinais é universal. Que é uma língua padronizada em todo o mundo. Porém isso não é verdade.

A Libras é a Língua Brasileira de Sinais, ou seja, só é praticada no Brasil. Cada país possui sua própria língua de sinais. Ou seja, aprender Libras lhe torna bilíngue, pois a Libras é o segundo idioma oficial de nosso país.

Uma forma de evidenciar isso pode ser mostrada a partir de um catálogo chamado Ethnologue, que lista as línguas naturais usadas em todas as partes do mundo. Neste catálogo nos vemos listadas 100 línguas de sinais diferentes.

Isso mostra que existe um grande número de línguas de sinais e que portanto não existe uma língua de sinais que esteja universalmente usada por todos os surdos em diferentes localidades do mundo. Além disso, existem países em que há mais de uma língua de sinais. No Brasil, por exemplo, além da libras, também há uma língua de sinais usada por uma comunidade indígena localizada no Maranhão, que é a língua de sinais urubu kaapor.

Língua de sinais pelo mundo

Podemos também encontrar evidências de que a língua de sinais não é universal se nós compararmos línguas de sinais usadas em diferentes países e compararmos palavras que essas línguas têm para se referirem ao mesmo conceito.

Uma outra fonte de evidência para o fato de que as línguas de sinais não são universais é a existência de uma língua de sinais internacional que funciona justamente como uma espécie de língua franca para a comunicação entre surdos de nacionalidades diferentes.

Uma possível fonte para esse mito, para essa ideia incorreta de que a língua de sinais é universal, é o fato de que os surdos fazem uso de gestos os ouvintes acabam analisando a língua de sinais como uma forma de linguagem corporal e justamente porque a gente sabe que em termos de gestos e linguagens corporais existe uma semelhança maior entre pessoas de nacionalidades diferentes. Os ouvintes devem ser levados induzidos acreditar que a língua de sinais que o sistema de comunicação empregado pelas comunidades surdas é universal mas como vimos essa é uma ideia incorreta.

Agora que você sabe como aprender Libras e falar de forma rápida e sozinho (aprender a se comunicar, e não a falar em Libras), confira também:
Alfabeto em Libras  | Números em LibrasCurso de Libras